Carta Mensal Jun-18 | Canepa Macro | Mês e semestre desafiadores – os bons resultados do Canepa Macro FIC.

Carta Mensal Jun-18 | Canepa Macro | Mês e semestre desafiadores – os bons resultados do Canepa Macro FIC.

Caros amigos,

 

A Canepa Asset Brasil publica sua Carta Mensal da Estratégia Macro, referente ao mês de Junho e ao primeiro semestre de 2018.

No mês de junho/18, o fundo Canepa Macro FIM rendeu 0,88% nominais (o equivalente a 170% do CDI). No primeiro semestre de 2018, o retorno do fundo alcança 5,41% nominais, o que também coincidentemente equivale a 170% do CDI. Nos últimos 12 meses, a rentabilidade acumulada atinge 13,66% (185% do CDI). Desde o seu início (março/16) até junho/18, o desempenho do produto alcançou 58,47% nominais, representando 221% do CDI. 

O semestre pode ser dividido em duas partes: O período que compreendeu os meses de janeiro e abril representou uma fase de “risk on” para os ativos globais, dentro do cenário alcunhado de Goldilocks, caracterizado por crescimento associado à inflação baixa no mundo. A partir de maio, com a elevação de juros pelo FED e intensificação da guerra comercial no âmbito externo e com a greve dos caminhoneiros que fez “cair a ficha” sobre a questão fiscal brasileira, piorando muito o ambiente, os mercados entraram todos em uma fase de deterioração dos preço dos ativos (risk off).

Nosso mérito de gestão foi ter conseguido perceber essa mudança e “virado a chave” com agilidade. Interessante o bom desempenho alcançado no semestre em todos os principais mercados de atuação (Renda Fixa, Moedas e Ações), evidenciando a busca de diversificação e equilíbrio de um portfólio, tanto na ponta “comprada” como “vendida”, como deve ocorrer em um bom fundo multimercado (sem viés otimista ou pessimista). Destaque para o  nosso book long short em ações que contribuiu para 20% do resultado no semestre.

Especificamente no mês de junho, o principal destaque foi a posição “vendida” em ações. Como já vínhamos carregando uma posição comprada em Dólar contra Real há bastante tempo, tivemos o mérito de manejá-la bem quando o Banco Central aumentou fortemente a intervenção no mercado, também começamos a operar com tamanhos maiores posições em outras moedas, como Peso Mexicano, Rand Sul-Africano e Lira Turca. Em renda fixa, estivemos menos ativos no mercado futuro por conta do aumento de volatilidade, preferindo focar em posições de opções, apostando em uma manutenção da taxa SELIC nas próximas reuniões, em uma proporção de 1:4 entre a perda e os ganhos máximos.

LEIA AQUI A CARTA MENSAL REFERENTE AO MÊS DE JUNHO E AO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2018

 

Os desafios do segundo semestre serão até maiores que os dos primeiros seis meses do ano, mas a Canepa Asset está pronta para continuar entregando seus mandatos de retorno vis a vis risco esperados. Agradecemos a confiança dos nossos cotistas e convidamos a todos a conhecer o fundo Canepa Macro FIC.