Carta Mensal Abr-18 | Canepa Macro | Fim do carry trade e a nova dinâmica da desvalorização do Real.

Carta Mensal Abr-18 | Canepa Macro | Fim do carry trade e a nova dinâmica da desvalorização do Real.

Pelo quinto mês consecutivo, o Canepa Macro FIC FIM conseguiu superar o seu benchmark na janela mensal.

O fundo Canepa Macro FIC rendeu 0,74% (143% do CDI) no mês de abril/2018. Nos últimos doze meses, o fundo rendeu 12,61 %, o equivalente a 155% do CDI. Em 2018, o retorno atinge 4,86% (229% do CDI). Desde o seu início (março/2016), o Canepa Macro FIC apresenta rentabilidade de 57,65% versus 25,14% do seu referencial, representando 229% do CDI.

 

Novamente destaque na atribuição de performance, conseguimos bons resultados no book de juros com as posições aplicadas nos vértices intermediários da curva de juros local (principalmente o vértice Janeiro 20). A posição comprada em taxas de juros longas americanas também trouxe contribuição positiva durante o mês, uma vez que os dados reforçam a confiança na trajetória de política monetária nos Estados Unidos. A posição foi zerada taticamente ao final de abril.

Já os ganhos no mercado de moedas advêm majoritariamente da posição vendida em Real contra o dólar norte-americano. Carregamos essas posições – alternando estratégias no mercado futuro e de opções –  há alguns meses no portfólio. Iniciamos, ao final do mês, uma posição vendida em Euro contra o Dólar americano como forma de diversificação, tentando capturar também a divergência de momento e diferentes posicionamentos dos respectivos bancos centrais.

No mercado de bolsa local, sofremos perdas nas posições compradas (tamanho pequeno) em Ibovespa, parcialmente compensadas por ganhos nas estratégias de pares relativos na bolsa local (sobretudo carteira versus índice). Já os frutos no mercado internacional vieram de posição vendida na bolsa americana durante o início do mês, como estratégia para balancear a posição comprada em bolsa local.

 

Leia a Carta Mensal completa aqui.