Carta Trimestral (1T/17) – Canepa Macro FIM.


A Canepa Asset Brasil publica sua Carta Trimestral da estratégia Macro, referente ao período de janeiro a março/2017.

 

Após 13 meses de existência do Fundo Canepa Macro FIM, atendendo à demanda dos cotistas, decidimos que, a partir de Abril/2017, nossa carta passará a ter periodicidade mensal, com um novo formato.

 

O trimestre dos mercados foi marcado por dois períodos distintos. Nos primeiros dois meses – Janeiro e Fevereiro – prevaleceu o forte otimismo nos mercados locais, por conta do afrouxamento mais forte dos juros pelo COPOM e agenda política ainda esvaziada pelo recesso parlamentar. No âmbito externo, prevalecia ainda a confiança dos investidores  no potencial efeito Trump positivo na atividade econômica mundial.  Nosso maior mérito foi o acerto das posições direcionais.

 

Já no mês de Março, o mercado ficou menos direcional. No Brasil, começaram as especulações acerca da potencial dificuldade de aprovação da Reforma da Previdência, além da Operação Carne Fraca que fragilizou sobretudo o mercado de bolsa. Além disso, a derrota de Donald Trump na tentativa de aprovar o seu plano para modificar o sistema de saúde nos EUA começou a abalar a lua de mel do mercado com o novo governo norte-americano. Na gestão do fundo, foi um mês de giro mais intenso.

 

O retorno trimestral nominal de 5,2% do Canepa Macro FIM representou desempenho equivalente a 171% do referencial CDI no período, com volatilidade de 2,5% ao ano (aproximadamente metade do patamar esperado para o produto). Essa boa combinação levou o Índice de Sharpe a 3,9 no primeiro trimestre de 2017 –  Destaque para a maior contribuição do segmento de juros.

 

Entre março/16 e março/17, o retorno acumulado nominal de 39,7% do Canepa Macro FIM significou performance  equivalente a 268% do referencial CDI no período, com volatilidade de 3,8% ao ano (aproximadamente 60% do patamar esperado para o produto). Essa boa combinação levou a um excelente Índice de Sharpe a 6,1 desde o começo de vida do fundo – destaque para o mercado de câmbio como o maior contribuinte para o destacado desempenho.

 

LEIA AQUI O RELATÓRIO TRIMESTRAL COMPLETO