Carta Mensal Nov-17 | Canepa Macro FIM – Baixa visibilidade, baixa exposição

Carta Mensal Nov-17 | Canepa Macro FIM – Baixa visibilidade, baixa exposição

A Canepa Asset Brasil publica sua Carta Mensal da Estratégia Macro, referente ao mês de novembro/2017.

 

No mês de novembro/17, o fundo Canepa Macro FIM rendeu 0,30%, equivalente a 53% do CDI. Em 2017, o fundo apresenta retorno nominal de 12,53%, o que corresponde a 134% do CDI no período. Nos últimos 12 meses, o produto atingiu rentabilidade de 14,03% (133% do CDI).  Desde o seu início (março/16) até novembro/17, o retorno do fundo alcançou 49,44% nominais, o que equivale a 226% do CDI. 

 

Em novembro/17, nossa estratégia de alocação seguiu praticamente inalterada. Internamente, as negociações políticas envolvendo a reforma previdenciária tomaram conta do noticiário local, assumindo uma conotação difícil com a proximidade do recesso parlamentar e trazendo alto desvio padrão ao mercado. Diante dos potenciais impactos para os preços, decidimos continuar a estratégia iniciada no mês passado com a redução de risco no portfólio. A estratégia se mostrou acertada diante do aumento da volatilidade interna e perda de visibilidade de cenário que tornou-se binário – aprovação ou não da Reforma da Previdência. Houve piora dos mercados locais em novembro, com a elevação da inclinação na curva de juros e queda de 3% no Ibovespa em um ambiente de muito mais incerteza.

 

Nesse ambiente de incertezas, fomos ativos em buscar estratégias com perdas limitadas, levando em conta as assimetrias observadas por nossa equipe de gestão e análise.

 

Não mudamos nossa visão moderadamente otimista para os ativos brasileiros no médio-longo prazo, mas a atuação tática do gestor nos próximos meses vai ser cada vez mais importante no atual patamar de preços de bolsa, dólar e DI.

 

Leia aqui a Carta completa.