Carta Mensal Maio-2017 | Canepa Macro FIM | Surpresa e reversão total de expectativas

Carta Mensal Maio-2017 | Canepa Macro FIM | Surpresa e reversão total de expectativas


Surpresa e reversão total de expectativas marcaram o mês de maio. A bombástica delação da JBS, revelada na noite do dia 17/05, trouxe verdadeiro pânico aos pregões no dia posterior. Até essa data, o clima entre os investidores era diametralmente inverso, com crescente confiança na capacidade de articulação do Governo para a aprovação das Reformas Trabalhista e Previdenciária no Congresso. A divulgação do áudio contendo trechos comprometedores da conversa entre Michel Temer e Joesley Batista, dono da JBS, nublou as perspectivas para a aprovação das reformas tão necessárias para corrigir o instável equilíbrio fiscal brasileiro. Mais grave, até mesmo as condições políticas para a permanência de Temer à frente da Presidência da República foram colocadas em xeque.  O efeito sobre os preços dos ativos brasileiros foi devastador. O pregão de 18/05 entrou para a história com o acionamento de circuit breakers para limitar a queda do Ibovespa e a alta do dólar e dos juros no mercado de DI. O restante do mês foi de leve recuperação nas cotações, após o susto inicial.

 

Como gestores, nossa primeira atitude foi zerar as posições, assim que o mercado permitiu. Depois, passamos de posições estratégicas para um postura mais tática.

 

Leia a íntegra da Carta Mensal do Canepa Macro FIM